Netsul implanta estrutura completa de TI na Hemobrás

Projeto desenvolvido pela integradora abrange infraestrutura, redes e segurança

A Netsul, empresa com mais de duas décadas de atuação em integração de TI, implantará um amplo projeto na Hemobrás (Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia). Vencedora da concorrência pública, a Netsul será a responsável pelo projeto executivo, implantação e instalação de toda a infraestrutura de TI da empresa estatal vinculada ao Ministério da Saúde, o que inclui um Datacenter, soluções de rede, sistemas de refrigeração, no-break e equipamentos de segurança, entre outras soluções. No total, o investimento da Hemobrás no projeto será de aproximadamente R$ 10 milhões.

Com previsão de término para 2017, a Hemobrás está construindo no estado de Pernambuco a primeira fábrica do Brasil para a produção de medicamentos derivados do sangue. Localizado no município de Goiana, a cerca de 60 quilômetros de Recife, o empreendimento está orçado em R$ 855 milhões e contará com um total de 17 prédios, distribuídos em 48mil metros quadrados de área construída. No ano de 2012, entrou em funcionamento o primeiro Bloco da fábrica, que contempla uma câmara fria a -35°C e onde são feitas a recepção, triagem e armazenamento de plasma. “Este bloco será o primeiro a ser atendido pelo Datacenter, que posteriormente será levado para junto da nova sede administrativa”, informa Guy Joseph Víctor Bruère, gerente de TI da Hemobrás. De acordo com Bruère, a possibilidade de locomoção e modularização do Datacenter foi um dos grandes atrativos do projeto, já que a Netsul implementará o Datacenter em container HP POD 20c. “A redução do tamanho atraiu bastante, pois podemos economizar em espaço e recursos”, aponta o gerente.

Galpão Hemobrás

Outro diferencial apontado pelo gestor foi o alinhamento com a política de sustentabilidade ambiental da Hemobrás. A empresa tem um convênio de cooperação técnica com a Ceitec, cliente da Netsul que já está utilizando a estrutura do HP POD para abrigar seu Datacenter, e constatou redução no consumo de energia elétrica em função do ambiente inteligente do produto, que controla automaticamente consumo. “Todo nosso projeto está alinhado ao conceito de Green Building. A questão ambiental é fundamental para nós”, explica Bruère.

Além do POD, serão implantadas na Hemobrás diversas outras soluções, como servidores, storages, routers, switches, backup, gerenciamento de ativos e soluções de segurança. Em função da característica do negócio da estatal, um dos principais focos do projeto foi justamente a segurança. A estrutura de segurança em TI planejada pela Netsul blindará a Hemobrás com um conjunto de soluções que inclui o HP TippingPoint e HP ArcSight, o ASM da F5 Networks, o CISCO IronPort e o Next-Generation Firewall da Palo Alto Networks.

Laboratórios Hemobrás

“Estamos muito motivados com o desafio, pois ele abrange todos os nossos pilares de atuação, que são: infraestrutura, redes, application delivery, server e storage, virtualização e segurança 360º. Iremos implantar um Datacenter novo, eficiente, otimizado, com tecnologia de ponta em redes e balanceamento de carga, e blindado em questão de segurança de TI”, expõe Walter Lowenhaupt, Diretor Comercial da Netsul.

Sobre a Netsul – A Netsul é uma das integradoras de TI mais conceituadas na região sul do Brasil. Com mais de 20 anos de atuação no mercado, sua carteira é composta por mais de 650 clientes dos setores público e privado. Com sede em Porto Alegre, a Netsul possui filiais em Brasília e Florianópolis, além de estar presente em São Paulo e Salvador. O objetivo da integradora é oferecer soluções completas e convergentes, com atuação nos pilares de Infraestrutura para Datacenter, Networking e Application Delivery, Server Farm & Storage, Comunicação Integrada, Segurança 360° e Serviços Especilizados. Para mais informações acesse o website www.netsul.com.br.